NOTÍCIAS

Segurança do Paciente

“Conjunto de ações evita erros em cirurgias”, diz gestor de segurança do paciente

“Conjunto de ações evita erros em cirurgias”, diz gestor de segurança do paciente
0
(0)

A qualidade e a segurança são indissociáveis e indispensáveis para a manutenção de um ambiente hospitalar seguro

A utilização de protocolos clínicos, a gestão eficiente baseada em evidências e suportada por uma base de indicadores robusta e confiável, um capital humano qualificado podem propiciar bons resultados na área de segurança do paciente. Quando se trata de uma cirurgia a ser realizada, é preciso seguir à risca protocolos e diretrizes, afim de que o procedimento cirúrgico correto seja feito no pessoa e no local corretos.

Disclosure é dever ético e ato de compromisso com melhoria do sistema

5 casos impressionantes de cirurgias feitas do lado errado

Disclosure precisa integrar a cultura de segurança do paciente

Vanderlei Timbó, coordenador da Qualidade e Risco do Hospital São Vicente de Paulo, no Rio de Janeiro, reforça em entrevista exclusiva ao Portal IBSP que qualidade e segurança são indissociáveis e indispensáveis para a manutenção de um ambiente hospitalar seguro para todos os envolvidos nesse universo.

IBSP – Como o HSVP evita que aconteçam erros em cirurgias?
Vanderlei Timbó – Para evitar erros em cirurgias, um conjunto de ações é colocado em prática, iniciando pela avaliação do paciente pelas equipes médicas para a correta indicação de cirurgia. Para isso, o corpo médico tem à disposição uma moderna e ampla estrutura de diagnóstico por imagem e laboratorial. Há que se destacar também a alta performance de resultados das equipes cirúrgicas, de anestesiologistas e demais profissionais de apoio cirúrgico.

IBSP – Quais são as barreiras usadas pelo hospital para evitar um evento adverso no ambiente cirúrgico?
Vanderlei Timbó – O arsenal disponível de equipamentos e insumos sempre atualizados, o refinamento contínuo dos processos de trabalho e a utilização de mecanismos que criem barreiras para evitar a ocorrência de erros estão fortemente inseridos no contexto do HSVP. Um desses instrumentos é a lista de checagem que engloba os aspectos que devem estar necessariamente presentes na realização de uma cirurgia e são aplicados em todos os procedimentos cirúrgicos, mesmo os realizados fora do centro cirúrgico. Os resultados apresentados mostram que o caminho escolhido é o correto, pois qualidade e segurança são indissociáveis e indispensáveis para a manutenção de um ambiente hospitalar seguro para todos os envolvidos nesse universo, tanto por parte de quem cuida quanto por quem recebe o cuidado.

IBSP – Quando ocorre o evento adverso, como o hospital se posiciona?
Vanderlei Timbó – O HSVP trabalha com o conceito de disclosure em que a transparência, a honestidade e o acolhimento se integram para que o problema seja tratado junto ao paciente e/ou seus familiares sob as “lentes” do respeito e da responsabilidade institucional. Essa é uma premissa que sempre esteve presente no hospital. Essa conduta da instituição antecede qualquer legislação vigente.

 

Veja mais

[youtube id=”yT9ttwxRsIQ”]

 

cirurgias

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Outros conteúdos do Acervo de Segurança do Paciente

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos