NOTÍCIAS

Segurança do Paciente

Resistência antimicrobiana x antibiótica: entenda as diferenças

Resistência antimicrobiana x antibiótica: entenda as diferenças
0
(0)

Entenda a diferença entre a resistência antimicrobiana e resistência antibiótica.

O que é resistência antimicrobiana? E antibiótica? Estes são termos muito mencionados na área da saúde, mas que ainda causam certa confusão no uso deles. Afinal, estão correlacionados, mas têm significados distintos.

A resistência antimicrobiana ocorre quando microrganismos como bactérias, vírus, fungos e parasitas não são combatidos através do medicamento até então utilizado para acabar com a infecção. Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, quando os microrganismos tornam-se resistentes à maioria dos agentes antimicrobianos passam a ser chamados de “supermicróbios”. “Esta é uma grande preocupação porque uma infecção resistente pode matar, pode se espalhar para os outros, e impõe enormes custos para os indivíduos e a sociedade”.

“A resistência antimicrobiana ameaça a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e requer uma resposta global”, completa Peter Thomson, da ONU.

Como o Direito se relaciona com as questões de segurança do paciente

Saiba como hospital atinge 74% de adesão à prevenção de trombose em pacientes internados

Laboratórios: investir em gestão e na equipe reduz o número de erros

“A resistência antimicrobiana é reconhecida como uma das maiores ameaças para a saúde humana em todo o mundo, e infecções resistentes às drogas são eventos bastante comuns em vários países de todo o mundo”, comenta Sylvia Lemos Hinrichsen, médica infectologista especializada em biossegurança, controle de Infecções e Risco Sanitário Hospitalar, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Diferenças

A resistência antibiótica ocorre quando as bactérias alteram sua resposta mediante o uso de um antibiótico, usado para tratar infecções bacterianas, como do trato urinário, pneumonia, na corrente sanguínea, tornando-se sem eficácia.

A resistência antimicrobiana é um termo mais amplo, abrangendo a resistência aos medicamentos que tratam infecções causadas por outros micróbios, como parasitas (por exemplo, a malária), vírus (HIV) e fungos (Cândida).

Fatos Importantes sobre Resistência Antimicrobiana

  • A resistência antimicrobiana (RA) ameaça a efetiva prevenção e tratamento de uma gama cada vez maior de infecções causadas por bactérias, parasitas, vírus e fungos;
  • A RA é uma ameaça cada vez mais grave para a saúde pública global que requer uma ação em todos os setores do governo e da sociedade;
  • Sem antibióticos eficazes, o sucesso de grandes cirurgias ou quimioterapias estarão comprometidos;
  • O custo dos cuidados de saúde para pacientes com infecções resistentes é maior do que cuidar de pacientes com infecções não-resistentes devido à longa duração da doença, exames complementares e uso de medicamentos mais caros;
  • Globalmente, 480.000 pessoas desenvolvem tuberculose resistente a múltiplas drogas a cada ano, e a resistência aos medicamentos está começando a complicar a luta contra o HIV e a malária também.

Fatos Importantes sobre Resistência Antibiótica

  • A resistência aos antibióticos é uma das maiores ameaças globais à saúde. Ele pode afetar qualquer pessoa, de qualquer idade, em qualquer país;
  • A resistência aos antibióticos ocorre naturalmente, mas o mal uso de antibióticos em humanos e animais está acelerando o processo;
  • Um número crescente de infecções, tais como pneumonia, tuberculose e gonorréia, estão cada vez mais difíceis de tratar porque os antibióticos usados para seu tratamento estão se tornando menos eficazes;
  • A resistência aos antibióticos leva a maior tempo de internação, aumento dos custos médicos e aumento da mortalidade.

Veja mais

[youtube id=”V3MGbY7dobc”]

 




Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Outros conteúdos do Acervo de Segurança do Paciente

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos