NOTÍCIAS

Segurança do Paciente

Engajamento das áreas reduz infecção no Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Engajamento das áreas reduz infecção no Hospital Alemão Oswaldo Cruz
0
(0)

A redução da infecção hospitalar em hospital de São Paulo é um dos exemplos de que o trabalho em equipe melhora a assistência à saúde

 

Para fins de classificação epidemiológica, a infecção hospitalar é toda infecção adquirida durante a internação hospitalar (desde que não incubada previamente à internação) ou então relacionada a algum procedimento realizado no hospital (por exemplo, cirurgias), podendo manifestar-se inclusive após a alta do paciente.

A ocorrência de uma infecção depende do desequilíbrio entre três fatores, os quais incluem a condição clínica do paciente, a virulência e inoculo dos micro-organismos e fatores relacionados à hospitalização (procedimentos invasivos, condições do ambiente e atuação do profissional de saúde).

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz tem um serviço de controle de segurança hospitalar bastante experiente. E foi feito um trabalho intensivo dentro da UTI para redução de infecção hospitalar de modo geral. “A redução das taxas referentes a essas infecções tem muito a ver com melhoria de processos e treinamento de equipes. O engajamento de várias áreas para obter o sucesso é o que não vemos em todos os hospitais”, diz Dr. Fernando Colombari, gerente médico responsável para área de Qualidade e Segurança do Paciente do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Segundo Dr. Fernando, o hospital obteve resultados expressivos comparados a indicadores internacionais. “Estamos falando de higienização das mãos, de políticas de isolamento de contato, temos os pacotes específicos para se evitar ou diminuir os riscos de infecção, método de barreira mecânica”, exemplifica.

UTI x internação
A maior redução da taxa de infecção ocorreu na UTI, mas nas unidades de internação normais o sucesso não foi tão expressivo. “Não é que nosso resultado seja ruim, é muito bom comparado a outros hospitais. Mas o sucesso foi maior dentro da UTI. Agora, estamos em fase de mapeamento para saber por que deu mais certo em um setor do que em outro, pois também é muito importante buscar respostas para essas questões”, finaliza Dr. Fernando Colombari.

Veja mais

 

 

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Outros conteúdos do Acervo de Segurança do Paciente

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos

AVISO IMPORTANTE!

A partir do dia 1º de julho, todos os cursos do IBSP farão parte do IBSP Conecta, o primeiro streaming do Brasil dedicado à qualidade e segurança do paciente.

NÃO PERCA ESSA OPORTUNIDADE E CONHEÇA AGORA MESMO O IBSP CONECTA!