NOTÍCIAS

Comunicação e tecnologia têm potencial de transformar o sistema de saúde

0
(0)

Aliar uma boa comunicação com soluções tecnológicas pode elevar a qualidade da assistência à saúde, garantindo um paciente bem cuidado e mais seguro

Você sabe qual o papel da comunicação na sociedade? Resumidamente, a função da comunicação deve ser informar e divulgar informações pertinentes sobre acontecimentos em geral ocorridos no mundo. “Além disso, a comunicação é base central de toda a interação humana”, diz a médica Cristiane Benvenuto, CEO do Medicinia, médica com doutorado pela UFRJ e MBA pela Universidade da Pensilvânia.

Comunicação ineficaz está entre as causas-raízes de mais de 70% dos erros na atenção à saúde

Captar mensagens verbais e não verbais expressas pelo paciente e família promove segurança

Aplicativo conecta paciente e médico instantaneamente com foco em qualidade e segurança

Segundo a Dra. Cristiane, a comunicação se torna ainda mais desafiante em contextos de doença, sobrecarga emocional e escassez de recursos, como na área da saúde. “Iniciativas que melhorem a comunicação e o compartilhamento de informações na saúde têm o potencial de transformar completamente o sistema, impactando a experiência do paciente, das equipes assistenciais, aumentando ainda a segurança e a eficiência do atendimento”, acredita.

Com isso, o papel da tecnologia neste cenário da comunicação só surge para aproximar de forma segura, humana e estruturada as equipes de saúde e seus pacientes. “Por mais que tecnologia na assistência seja essencial, o paciente vai ser sempre um ser humano com necessidade de boa comunicação, atenção às suas necessidades individuais, suporte social e empatia”, acredita Cristiane.

Inscreva-se já no Curso Online: Segurança do Paciente – fundamentos teóricos e práticos

Para a médica, a inovação pode produzir uma comunicação mais efetiva e próxima em áreas sensíveis como a saúde. “A tecnologia é muito obediente. Ela faz o que seu criador, programador ou detentor espera dela. Se a inovação for gerada e utilizada com o objetivo de aproximar profissionais e pacientes e gerar um sistema realmente voltado à cura e ao bem-estar, não tenho dúvida de que será possível criar formas de comunicação mais eficientes e sensíveis às necessidades dos indivíduos e instituições”, pontua. “Mas se os incentivos continuarem apontando para o tratamento de doenças à custa de muito sofrimento para o profissional e o paciente, tudo fica tudo mais difícil. Está em nossas mãos decidir o que faremos com a tecnologia e ela será uma grande aliada de qualquer decisão que for tomada”, finaliza.

Veja mais

 

63

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Comente

Veja outros conteúdos

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos