NOTÍCIAS

DRG e Saúde Baseada em Valor – Impacto positivo real ou ainda precisamos de mais estudos?

0
(0)

Muito se discute sobre os impactos do Diagnostic Related Group (DRG)* na gestão dos sistemas de saúde e um estudo (1) realizado recentemente na China traz conhecimentos relevantes para esse debate.

No Brasil, há discussões que afirmam que a implementação de DRG traz benefícios diretos à saúde dos pacientes, reduzindo inclusive eventos adversos, além de melhorias dentro do contexto financeiro ao permitir melhor direcionamento da rede hospitalar, otimização de recursos de acordo com a complexidade de cada caso e diminuição da sinistralidade (fator chave para os mais de 47 milhões de brasileiros que utilizam planos de saúde).

Na ocasião do estudo chinês, pesquisadores buscaram entender a associação entre a introdução e a descontinuação de DRG para alocação de recursos em hospitais públicos de Hong Kong e tempo de permanência dos pacientes, volume de atendimento nos hospitais, taxas de mortalidade e de readmissão de emergência.

Para tal, mais de 7 milhões de casos foram analisados e a introdução de DRG pode ser correlacionada a redução imediata de 1,77% no tempo de internação. Posteriormente, ao serem descontinuados os DRG, o estudo apontou aumento de 0,93% no tempo de permanência hospitalar.

Outro achado é que a mortalidade intra-hospitalar caiu 4,12% assim que os DRG foram introduzidos, porém, quando descontinuados, não houve mudança nessa taxa, que permaneceu estável. O mesmo ocorreu com as taxas de readmissão: com a introdução dos DRG, as taxas caíram 2,37% e, quando foram excluídos, não houve mudança.

A princípio, pode-se compreender que a implementação de DRGs trouxe reais benefícios aos pacientes e à gestão hospitalar, mas o fato de que a descontinuação desses processos não faz com que o cenário retorne ao que era antes leva à ideia de que talvez essas melhorias estejam associadas a outras ações e iniciativas de qualidade que ocorreram de forma simultânea à implementação dos DRG.

Por fim, entende-se que o DRG serve como régua de previsibilidade de morbidade e permanência hospitalar, porém com resultados ainda controversos. Como o tema tem sido muito acoplado a inúmeros argumentos em debates sobre Saúde Baseada em Valor, é importante entender todos os contextos – incluindo as particularidades de cada sistema de saúde – para melhor compreensão de como a implementação ou não desses DRG pode impactar a qualidade da assistência.

* O que é DRG?

Desenvolvido pela Universidade de Yale, nos Estados Unidos, ainda na década de 1960, Diagnostic Related Group (DRG) é um sistema que segmenta os pacientes internados em grupos que utilizam recursos de forma similar e homogênea. Para essa segmentação, foi desenvolvida uma metodologia composta por estratégias estatísticas e computacionais somadas aos conhecimentos humanos de medicina.

Com foco gerencial, o objetivo dos DRG é definir perfis nosológicos dos hospitais e, assim, desenvolver uma abordagem de gerenciamento que permita monitoramento da qualidade da assistência e melhor controle dos serviços e produtos hospitalares utilizados.

Referências:

(1) Evaluation of Length of Stay, Care Volume, In-Hospital Mortality, and Emergency Readmission Rate Associated With Use of Diagnosis-Related Groups for Internal Resource Allocation in Public Hospitals in Hong Kong

 

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Comente

Veja outros conteúdos

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos