NOTÍCIAS

Terapia nutricional – Diretrizes para equipes de enfermagem prestarem assistência segura

0
(0)

Nesta quinta-feira, dia 31 de março, comemora-se o Dia da Saúde e Nutrição, data oportuna para falarmos sobre a atualização da Diretriz de Enfermagem em Terapia Nutricional Oral, Enteral e Parenteral publicada pela BRASPEN (Brazilian Society of Parenteral and Enteral Nutrition). Além de nosso diretor científico, Lucas Zambon, também participou da elaboração deste documento Cláudia Satiko, renomada profissional parceira do IBSP na elaboração dos cursos que estão disponíveis na vitrine de EAD.

Mas por qual motivo o tema é importante no contexto da segurança do paciente?

Estudos sugerem que a incidência de desnutrição hospitalar na América Latina chega a 50%, o que leva a perda de peso, risco de lesão por pressão, de infecções e a outras complicações como, por exemplo, aumento no tempo de internação e dos custos hospitalares. Planejar de forma eficiente a terapia nutricional e manejá-la de forma segura representa uma oportunidade para melhoria do cuidado.

E por que enfatizamos a atuação dos enfermeiros nesse cenário? Pois os enfermeiros têm papel fundamental nas equipes multiprofissionais de terapia nutricional, visto que são eles que, na maioria das vezes, permanecem por mais tempo em contato com os pacientes. No Brasil, inclusive, de acordo com a legislação, é esse profissional o responsável por garantir a administração das terapias.

Totalmente baseada em evidências, a diretriz que busca promover a assistência isenta de riscos e com efetividade na administração da terapia nutricional, uniformizando conceitos e cuidados de enfermagem e garantindo que os pacientes tenham o melhor cuidado, traz 23 tópicos sendo que em todos eles há a explicação, a recomendação e, também, o nível de evidência classificado de acordo com o sistema GRADE entre alto, moderado, baixo e muito baixo.

O documento – que pode ser acessado clicando AQUI – traz desde recomendações sobre o melhor momento para indicação da terapia nutricional oral, discussão sobre a suplementação, informações sobre melhores ferramentas para triagem, dados sobre disfagia e avaliação de risco de desenvolvimento de lesão por pressão por conta de questões nutricionais.

Referência:

(1) Diretriz BRASPEN de Enfermagem em Terapia Nutricional Oral, Enteral e Parenteral

 

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Comente

Veja outros conteúdos

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos