NOTÍCIAS

Segurança do Paciente

Cuidados com absorventes minimizam risco de Síndrome do Choque Tóxico

Cuidados com absorventes minimizam risco de Síndrome do Choque Tóxico
0
(0)

Absorventes internos são os vilões da Síndrome do Choque Tóxico? Essa é a questão que tem deixado as mulheres que fazem uso regular do absorvente interno durante a menstruação para lá de preocupadas. Afinal, a SCT é rara, mas muito grave. “A resposta a esse tipo de infecção leva a repercussões difíceis de reverter pelo choque séptico, por conta do tempo necessário para que ocorra a ação adequada dos antibióticos e de outros recursos, como hidratação endovenosa e sintomáticos”, diz Ricardo Luba, ginecologista, obstetra e reprodução humana, membro da AAGL (American Association of Gynecologic Laparoscopists) e da FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia).

De acordo com o médico, no caso da jovem britânica que desenvolveu a síndrome do choque tóxico, ocorreu a proliferação da bactéria, possivelmente por uso prolongado ou uso de absorventes com maior absorção do que o necessário, com a produção da toxina. “Como jovem e, possivelmente, sem contato prévio com a toxina, com  baixos níveis de anticorpos para defender o organismo dela, o problema evoluiu para uma infecção grave. Apesar de ter tratamento, ele deve ser instituído de maneira rápida e efetiva. Sem diagnostico em tempo hábil ela pode ser fatal”, explica o Dr. Ricardo.

Síndrome do Choque Tóxico é desmistificada pelo Presidente do Instituto Latino Americano da Sepse

A importância do diagnóstico precoce para a qualidade de vida dos portadores de HIV

Saiba o que a OMS está falando sobre o uso de antibióticos no mundo

Cuidados femininos

De maneira geral, a melhor forma de cuidado é evitar o risco da doença. Para isso, o Dr Ricardo Luba dá dicas preciosas, que todo ginecologista deve compartilhar com suas pacientes.

  • Troque o absorvente interno a cada 4 horas. No caso de uso no período noturno (mais prolongado), prefira os absorventes externos.
  • Use um absorvente com absorção equivalente ao fluxo menstrual.
  • Lembre-se de retirar o absorvente interno antes de colocar outro. Acredite: isso é mais comum de acontecer do que parece.
  • Os absorventes internos servem para absorver o fluxo menstrual no período menstrual. Não use absorventes internos para controle de corrimento ou excesso de secreções vaginais.

Outra dica importante é em caso de sintomas, procurar auxílio médico o mais breve possível. Para isso é importante saber os sintomas associados a quadros iniciais de SCT:

  • Febre acima de 39ºC de início súbito
  • Diarreia
  • Tontura
  • Mal-estar
  • Desmaios
  • Convulsões
  • Hipotensão arterial
  • Dores musculares

Entenda a Síndrome do Choque Tóxico

A Síndrome do Choque Tóxico é causada pela resposta das células de defesa de organismo humano (linfócitos T) às toxinas produzidas pelo Staphylococcus aureus ou Streptococcus do grupo A. Essas bactérias são microrganismos que vivem em harmonia na vagina, pele e nariz em cerca de 1/3 da população mundial. “É importante saber que nem toda bactéria do Staphylococcus aureus  produz essas toxinas, e nem todas as pessoas reagem da mesma maneira”, alerta Ricardo Luba.

Apesar de ser uma doença que pode se manifestar em homens, mulheres e crianças, é mais comum em jovens. Isso se dá principalmente por uma diminuição na produção de anticorpos contra a toxina, pela chance de ainda não ter tido contato prévio com ela. “Quando ocorre em mulheres sem histórico de queimaduras, picadas de insetos ou intervenções cirúrgicas, mostrou-se relação do choque tóxico com a menstruação e o uso de absorventes internos ou tampões”, diz Ricardo Luba. “Apesar de existir uma relação, ainda não se sabe bem ao certo o porquê do desenvolvimento da doença. O que já é sabido é que quanto maior o poder de absorção do absorvente interno, maior o risco de contração da doença. Por isso, é importante usar um absorvente relacionado à quantidade adequada de fluxo de cada mulher”, complementa o médico.

 

Saiba mais:

 

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Outros conteúdos do Acervo de Segurança do Paciente

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos

AVISO IMPORTANTE!

A partir do dia 1º de julho, todos os cursos do IBSP farão parte do IBSP Conecta, o primeiro streaming do Brasil dedicado à qualidade e segurança do paciente.

NÃO PERCA ESSA OPORTUNIDADE E CONHEÇA AGORA MESMO O IBSP CONECTA!