NOTÍCIAS

Segurança do Paciente

Pessoas saudáveis recebem mais investimentos que doentes

Pessoas saudáveis recebem mais investimentos que doentes
0
(0)

ESPECIAL IBSP – CHECK-UP

Em qualquer relação de mercado a regra é a mesma: quanto maior a procura, mais aquecidas ficam as empresas capazes de oferecer determinado produto. No entanto, na área médica, outros fatores – além dos comerciais – entram na balança, certo? Nem sempre.

Exemplo disso é o que acontece com a promoção dos chamados check-ups, exames que teriam a capacidade de rastrear doenças antes de elas se manifestarem e, consequentemente, possibilitar o tratamento doenças precocemente, melhorando a qualidade e expectativa de vida.

Check-up excessivo leva a riscos de sobrediagnósticos: entenda

Nutricionista comenta diretriz da OMS quanto aos embutidos e a relação com câncer

Nova diretriz 2015 modifica o uso da mamografia no rastreamento de câncer de mama

Investimentos em Saúde

Mas faz sentido investir em pessoas saudáveis em vez de direcionar recursos para pacientes efermos? O Dr. Rodrigo Olmos, Diretor Clínico do Hospital Universitário da USP acredita que não. “É um contrassenso se gastar dinheiro com a promoção de check-ups (intervenção predominantemente para pessoas saudáveis, mas que tem medo de ficar doentes), principalmente sabendo que eles não trazem benefícios, e deixar de investir no atendimento de pessoas que estão com problemas reais (sofrendo, com dor, com falta de ar, com diferentes graus de incapacidade e dependência etc) e investir em quem está saudável”, acredita.

O medo e a ansiedade de pessoas geralmente saudáveis acabam por criar uma onda invertida de demanda nos hospitais. “Um médico generalista inglês (Julian Tudor Hart) nos anos de 1970 enunciou a ‘Lei dos cuidados inversos’, segundo a qual a oferta de cuidados de saúde é muito maior para quem menos precisa, havendo escassez de cuidados para os mais necessitados (ou seja, os mais doentes)”, conta o médico.

Se na década de 1970 esse assunto já era discutido, atualmente essa situação é cada vez mais presente. Dessa forma, vale a reflexão sobre bom senso e parcimônia de profissionais e pacientes na orientação e cuidados com a saúde e bem-estar.

 

Saiba mais:

 

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Outros conteúdos do Acervo de Segurança do Paciente

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos

AVISO IMPORTANTE!

A partir do dia 1º de julho, todos os cursos do IBSP farão parte do IBSP Conecta, o primeiro streaming do Brasil dedicado à qualidade e segurança do paciente.

NÃO PERCA ESSA OPORTUNIDADE E CONHEÇA AGORA MESMO O IBSP CONECTA!