NOTÍCIAS

Segurança do Paciente

Plano de enfrentamento à microcefalia do Governo Federal tem orientação ao profissional de saúde

Plano de enfrentamento à microcefalia do Governo Federal tem orientação ao profissional de saúde
0
(0)

Microcefalia por Zika vírus

Uma grande mobilização nacional foi lançada pelo Governo Federal para conter novos casos de microcefalia relacionados ao vírus Zika com o Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia. Nas palavras do Governo Federal, “Estamos dando início a uma campanha liderada pelo Ministério da Saúde. É uma força federal de ataque ao Zika junto com as forças estaduais, Polícia Militar, Bombeiros, vigilância sanitária, todos, inclusive a sociedade. Para ela ser vitoriosa tem que contar com a presença da população. Qualquer local, resíduo de lixo, pneu velho, se tiver água, ele reproduz o mosquito. É importante que a população perceba que essa é uma ação de guerra contra o mosquito.

Para ser efetivo, o plano foi dividido em três eixos: Mobilização e Combate ao Mosquito; Atendimento às Pessoas; e Desenvolvimento Tecnológico, Educação e Pesquisa. Entre tantas ações, na área médica está prevista a capacitação de profissionais das áreas de saúde, educação, assistência social, defesa civil e militar, além de profissionais de reabilitação e os especializados em resposta epidemiológica e equipes de saúde da família. O mais importante, porém, para tratar a microcefalia será a habilitação de dos profissionais de saúde das maternidades para uma triagem neonatal para realização de exame para identificação do vírus Zika.

Zika vírus & Aedes aegypti: é hora de sistematizar diagnósticos etiológicos

Prescrição de opioides no Brasil é baixa e mostra má qualidade na assistência

Taxa de cesáreas mais altas promovem segurança, diferente do que se pensava antes

Tratamento dos bebês com microcefalia

De acordo com o Dr. José Ribamar Branco, membro da Comissão de Gerenciamento de Risco do Hospital São Camilo Santana e do Programa Brasileiro de Segurança do Paciente IQG/IHI, “as crianças com microcefalia precisam de acompanhamento por toda a vida”.

E para garantir esse cuidado, o Ministério da Saúde está disponibilizando, a todos os profissionais de saúde, o Protocolo e Diretrizes Clínicas para o atendimento da microcefalia, que amplia a cobertura de tomografias e apoia a criação de centrais regionais de agendamento dos exames.

Além disso, para tratar dos bebês com a malformação, está prevista a ampliação do atendimento do plano Viver sem Limite, que é voltado à pessoa com deficiência, com a implantação de 89 novos centros de reabilitação, além dos 125 já existentes.

Estudo

Para completar, o Governo Federal também irá apoiar estudos e pesquisas que estejam ligados ao vírus Zika e à microcefalia, além de fomentar pesquisas para o controle do mosquito Aedes aegypti, com técnicas inovadoras. As síndromes neurológicas, como a Guillain-Barré, também são de interesse.

 

Saiba mais:

 

Avalie esse conteúdo

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Outros conteúdos do Acervo de Segurança do Paciente

Tudo
materiais-cientificos-icon-mini Materiais Científicos
noticias-icon Notícias
eventos-icon-2 Eventos

AVISO IMPORTANTE!

A partir do dia 1º de julho, todos os cursos do IBSP farão parte do IBSP Conecta, o primeiro streaming do Brasil dedicado à qualidade e segurança do paciente.

NÃO PERCA ESSA OPORTUNIDADE E CONHEÇA AGORA MESMO O IBSP CONECTA!